Wednesday, August 28, 2019

Como aprendemos a conversar com Deus?


Oração, simplificando, é conversa com Deus. Não devíamos fazê-lo de uma forma que o agrade? Não para nos colocar em uma boa lista para que ele faça o que pedimos, mas para realmente entender como falar com ele, e compartilhar nossas preocupações, medos e apelos. Nunca sujeitaríamos um amigo a exigências feitas por medo ou orgulho. Como pode ser uma boa maneira de falar com Deus?
A Bíblia diz muito sobre a oração, incluindo as palavras de Jesus sobre como orar (a oração do Senhor - Mateus 6:9-13). Uma parábola que Jesus compartilhou com seus discípulos, fala diretamente à minha pergunta.
A Parábola do fariseu e do cobrador de impostos
Em Lucas 18, o doutor-discípulo-convertido registrou uma história que Jesus contou sobre dois homens que ambos oraram a Deus, e como cada um deles foi recebido pelo Pai.

Então Jesus contou esta história a alguns que tinham grande confiança em sua própria justiça e desprezaram todos os outros: "dois homens foram ao templo para orar. Um era fariseu e o outro era um cobrador de impostos desprezado."(Lucas 18: 9-10, NLT)
Esta parábola é uma boa maneira de medir nossos corações quando chegamos a Deus em oração. Pergunte a si mesmo, Eu sou o fariseu ou um cobrador de impostos? É difícil determinar quem é o bom neste cenário antes de Jesus explicar o ponto de vista de Deus. Antes das advertências de Jesus contra a religiosidade perpetuada pelos fariseus, eles eram os líderes respeitados da Igreja. Eram os homens santos daquele dia. Os cobradores de impostos eram odiados pela maioria. Logo de início, seria de supor que Jesus iria denunciar o mais tarde, como o"pecador". E falá-lo, se não fosse o que o taxista fez dentro do templo.
"O fariseu ficou sozinho e rezou esta oração:" agradeço-te, Deus, que não sou um pecador como todos os outros. Pois eu não faço batota, não PECO, e não cometo adultério. Eu certamente não sou como aquele cobrador de impostos! Jejuo duas vezes por semana e dou-te um décimo do meu rendimento.'
"Mas o cobrador de impostos estava à distância e não ousou sequer levantar os olhos para o céu enquanto rezava. Em vez disso, bateu com o peito na tristeza, dizendo: Ó Deus, tende piedade de mim, porque eu sou um pecador."Digo-vos, este pecador, não o fariseu, voltou para casa justificado diante de Deus. Aqueles que se ensoberbecerem serão humilhados, e os que se humilharem serão exaltados."(Lucas 18: 11-14, New Living Translation)

No comments:

Post a Comment